Concentrated Solar Power

Explosão de Crescimento nos Projetos de Energia Solar nos Desertos Americano e da África do Sul

Torre de Energia Solar Concentrada no Deserto dos EUA (clique par ampliar)

Nos desertos do Sudoeste dos Estados Unidos, um “boom” de energia solar concentrada está em curso que com certeza terá implicações nos sistemas de geração de eletricidade produzida nos cinturões solares da América Latina, Ásia, África, e outras regiões.

Como anunciamos aqui, o governo dos EUA aprovou no mês passado uma licença para iniciar a construção do maior projeto do mundo de energia solar.

É mais uma usina de energia solar concentrada que vai usar espelhos para concentrar os raios do sol para criar vapor que vai acionar as turbinas geradoras de eletricidade.

Embora a tecnologia tem sido amplamente utilizada antes, a dimensão do complexo perto da cidade de Blythe no sul da Califórnia (proposta por uma empresa da Alemanha) está atraindo a atenção mundial.

O complexo terá uma capacidade de gerar 1.000 megawatts (MW), suficiente para fornecer eletricidade à até 750.000 casas.

Quando atingir plena capacidade no fim de 2013, o complexo Blythe produzirá o equivalente a uma grande usina de energia nuclear ou a carvão, e quase cinco vezes mais do que a hidrelétrica de Boa Esperança construída no rio Parnaíba, no Piauí.

Uso Mandatório de um Terço da Eletricidade ser de Fontes Renováveis até 2020

Califórnia tornou mandatório que o estado produza um terço de sua eletricidade de fontes renováveis até 2020. O complexo solar de Blythe está sendo construído a um custo de US $ 6 bilhões de dólares.

Contudo esta é apenas uma das nove grandes usinas solares que devem começar construção até o final do ano no sudoeste dos EUA, e com isto se qualificam para a corrida de dezenas de bilhões de dólares em subvenções federais e garantias de empréstimos dadas pelo governo estadunidense.

Estas usinas e outros projetos em outros estados quando em operação vão gerar cerca de 5,5 gigawatts (GW) de eletricidade (quase a metade do que gera a maior hidrelétrica do mundo, Itaipú) ou  quase 12 vezes a quantidade de energia solar adicionada ao grade dos EUA no ano passado.

Quase todos vão usar diversas tecnologias de concentração de energia solar em vez das extensas matrizes de painéis-células fotovoltaicas (PV) que são tradicionalemente a principal forma de gerar eletricidade a partir do sol em outros países como na Alemanha.

África do Sul Atraindo Investidores para seu Parque Solar em Upington

Enquanto isso, o governo da África do Sul está atraindo investidores para se instalarem num parque solar de 5.000 MW localizado em Upington à beira do deserto do Kalahari. Quando concluido, será resposável pela produção de um oitavo do consumo atual total do país de eletricidade.

O parque sul africano foi orçado em cerca de US $ 21 bilhões de dólares e deverá está operando em capacidade máxima até 2020. O financiamento do complexo será feito principalmente pelo capital privado e o mercado será a rede nacional de eletricidade.

A área em torno de Upington tem algumas das melhores condições para producão em grande escala da energia solar, incluindo sol confiável o ano inteiro, infra-estrutura relativamente bem desenvolvida e vastas extensões de terra plena e vazia.

O projeto faz parte também dos planos do governo sul africano de criar 300.000 empregos “verdes” na economia até 2020 e tornar a África do Sul um líder mundial em energia solar.

Não perca o artigo seguinte que descreve o que o está acontecendo na Ásia, partes da Europa e quando será no Brasil?

A nossa equipe está preparando uma riqueza de material e informação de qualidade para todos vocês possam ter o que de mais prático e avançado existe com aplicabilidade direta no seu dia-a-dia. Conseguimos reunir uma nata de cientistas, especialistas e experts de referência mundial para produzir conhecimentos de ponta em high-tech para você que visita nosso site.

Mais informações sobre Energia Renovável:

Comments are closed.