AquaBusiness

BioJetFuels: Boeing 747-8F Vai Cruzar o Atlântico Usando Biocombustível

Boeing 747-8 Intercontinental (clique para ampliar)

Boeing anunciou hoje que um dos seus cargueiros 747-8 será o primeiro jato comercial a fazer um vôo transatlântico alimentado parcialmente por um combustível renovável.

De acordo com a gigante da aviação, três experientes comandantes irão pilotar o novo avião até o Paris Air Show que começa nesta segunda-feira usando uma mistura de 15 por cento de biocombustível feito a parti de camelina. O restante 85 por cento será combustível tradicional de aviação ou Jet-A querosene.

Para todos que acompanham MyBeloJardim (Você Já Ouviu Falar da Camelina sativa para Produção de Bio-Querosene de Aviação?), camelina é uma planta energética que mostramos em  um artigo algum tempo passado. A camelina deste vôo transatlântico foi cultivada em Montana e o biocombustível baseado nas sementes desta planta foi processados pela Honeywell.

Segundo a Boieng, o cargueiro não requer qualquer modificação para voar com a mistura de combustível proposto.

O 747-8 cargueiro será mostrado no Paris Air Show, um dos mais importante show de aviação de todo o mundo. Neste encontro a nata da aviação mundial estará presente.

Boeing, como muitas outras empresas aeronáuticas estão apostando e acreditando firme no potencial dos biocombustíveis em suprir parte da demanda mundial de querosene de aviação.

Como descrevemos aqui, a recente aprovação pela ASTM International de BioJetFuels baseados em Algas (Aquícolas) Pinhão-manso, Camelina, Resíduos Municipais e Celulose foi um passo decisivo e histórico para toda a indústria de combustível renovável.

Este vôo será mais um passo seguinte importante na consolidação e confirmação da única opção renovável atualmente disponível para a aviação tanto comercial como militar e que oportunidade para o setores de aquabusiness e agrobusiness.

Artigos Relacionados:

 

Comments are closed.