Agricultura

Nossa Água De Cada Dia: O Grande Desafio na Produção de Alimentos Agora e no Futuro – Parte I

(clique para ampliar)

Todos nós que trabalhamos com sistemas sustentáveis, segurança alimentar, produção de alimentos e bioenergia temos sempre em mente uma séria indagação: “será que a Terra tem capacidade de continuar produzindo alimentos e agora bioenergia para suprir a demanda cada vez maior das populações humanas?”

Com temos mostrado aqui, nossa equipe tem trabalhado intensamente em sistemas AquaBioPonics/AquaFuelsPonics que reciclam, reusam e eficientizam continuadamente a água para maximizar este recurso escasso e super precioso na produção de alimentos e energia.

Em outras palavras, a grande questão que levantamos é: “pode a terra produzir alimentos suficientes para alimentar os 8-9 bilhões de pessoas que teremos daqui a 10-15 anos?  Quais são os fatores mais prepoderantes ou limitantes que estimamos atualmente para suprir estas necessidades?”

Relacionamento: Disponibilidade de Água versus Produção de Alimentos

Para respondermos esta questão temos de entender o relacionamento direto e crítico entre disponibilidade de água e produção de alimentos. Sem um claro entendimento desta relação de causa e efeito, não chegaremos a lugar nenhum.

A demanda mundial por este recurso escasso natural vem aumentando rapidamente e exponencialmente. Cada vez mais vemos a disponibilidade de água para a produção de alimentos diminuindo e colocando a questão da segurança alimentar global em alto risco.

 Agricultura e aquicultura das quais o mundo depende de alimentos, está competindo com os usos industriais, domésticos, para animais e ambientais para salvar espécies e ecosistemas aquáticos.

O atual dilema que os centenários agricultores do Vale de São Joaquim na California estão passando, mostram como exageros trazem consequências graves.

Delt Smelt (clique para ampliar)

Neste vale, para suprir água para um pequeno peixe , o delta smelt (hypomesus transpacificus, a.k.a.) toda a água para milhares de agricultores de um dos valeis mais férteis do mundo, foi abrutamente cortada, deixando milhares de produtores com suas terras improdutivas, sem empregos e todas suas plantações morrendo por falta de água.

Este tipo de política não tem sentido e traz consequências graves para toda uma região e os agricultores ficam sem condição de produzir alimentos para a sociedade.

Este é uma politica extremistas que não traz nenhum benefício a população. Temos de chegar a um consenso onde o respeito pela sobrevivência do ser humano precisa ser balanceado com a proteção do meio ambiente do modo que haja solução para todos.

Atualmente a total retirada ou consumo mundial de agua está em torno de 3900 quilômetros cúbicos por ano. A distribuição deste consumo é com mostra a tabela abaixo:

Consumo Mundial de Água Doce
Agricultura/Aquicultura 70%
Indústria 20%
Doméstico 10%

Está sendo estimado que o consumo total chegue a 4772  quilômetros cúbicos por ano em 2025.

Outro ponto a considerar é que o meio ambiente é um dos grandes usuários de água. Cada vez mais a pressão ambientalista vai lutar para destinar mais água para os ecossistemas aquáticos, muitos deles no limite da resistência.

Com exceção dos extremistas radicais, os que defendem o meio ambiente (nós estamos neste grupo) têm suas válidas razões por tudo de poluição e depredação ecológica causada pela exploração descontrolada e gananciosa dos recursos naturais da Terra.

É preciso respeitar e proteger a natureza de maneira eficiente e racional dando condição para que não falte alimento à população e ao mesmo tempo possamos manter nossos ecossistemas para a saúde do planeta e gerações vindouras.

Recursos de Águas Subterrâneas Intensamentes Utilizados

Outro fator a ser considerado é que com a demanda por água crescendo por todos os usuários (meio ambiente, uso doméstico, industrial, agrícola e aquícola), temos os recursos de águas subterrâneas sendo intensamente utilizados, e cada vez mais o desenvolvimento de novas fontes de água está ficando mais e mais caro.

Hoje temos inteiros continentes e países bombeando água mais rápido do que o aquífero pode ser recarregado. Áreas como o norte da China, oeste de Índia, Egito, oeste da Ásia o norte da África estão nesta crítica situação.

Uso de Água na Irrigação

 

(clique para ampliar)

Atualmente cerca de 250 milhoes de hectares são irrigados em todo mundo. No início do século passado estes números eram 50 milhões de hectares. Graças a este aumento, hoje temos preços e alimentos estabilizados.

Contudo como é do conhecimento de muitos o uso de práticas erradas de irrigação e manejo de água têm trazido sérias consequências para as populações e meio ambiente. Desertificação, salinização, mudanças climáticas e tantos outros.

Uso de práticas eficientes de irrigação, manejo de água, melhoramentos de tratos culturais, aumento de produtividade e desevolvimento de culturas de maturação precoce são pontos fundamentais numa política de conservação de recursos aquáticos.

No próximo post vamos ver porque  “Água É Sem Dúvida um dos Principais Fatores Limitantes à Produção de Alimentos”.

Mais informações sobre Produção de Alimentos e Segurança Alimentar:

Comments are closed.