AquaBioPonics

AquaBioPonics – Arquitetura Sustentável Mudando Nossa Concepção de Vida Urbana

AquaBioPonics –  Os avanços atuais na geração de energia solar com a integração de sistemas sustentáveis de aquacultura-agricultura e arquitetura urbana dão um pulo quântico na sustentabilidade ambiental de novas edificações.

AquaBioPonics – Como vimos em posts passados, são muitos fatores, componentes e atividades que se integram em sistemas AquaBioPonics e arquitetura sustentável urbana.

Contudo, analisando especificamente a combinação dos sistemas AquaBioPonics e energia solar introduzidos pelo novo conceito de arquitetura urbana sustentável, as novas tecnologias solares estão posicionadas para dar o devido suporte a esta revolução com avanços significativos obtidos nas seguintes áreas:

Energia Solar Térmica Fotovoltaica – sistemas solares fotovoltaicos térmicos podem gerar calor e eletricidade ao mesmo tempo usando células de silício amorfo, bem mais baratas e com 10% maior eficiência elétrica do que as células de silício de cristal existentes.

AquaBioPonics - Coberturas Usadas para Captar Energia Solar

AquaBioPonics – Coberturas Usadas para Captar Energia Solar

Em adição a custo baixo, estas células de alta eficiência solares podem agora ser adaptadas a partir de qualquer material semicondutor comum, tais como óxidos de metais e sulfuretos. Tais células também têm o potencial para converter 28% da luz solar em eletricidade utilizando uma nova técnica de reciclagem de fotões.

Células Solares Orgânicas. Progressos no que é chamado de células solares orgânicas que podem dividir partículas na camada de polímero também têm sido alcançados. Avanços nas células ou painéis solares feitos com camadas ativas a partir de nanomateriais de carbono têm as mesmas vantagens que as células à base de polímeros.

Células solares orgânicas são flexíveis, sintonizáveis e foto-estáveis, embora não são tão eficientes quanto inorgânicas células solares, as orgânicas são muito mais rentáveis.

Energia Solar Térmica Concentrada. CTSP  mesmo sendo uma tecnologia de primeira geração, mas avançou com a capacidade atual de concentrar energia solar utilizando placas parabólicos sem as restrições decorrentes de disponibilidade de material escasso, como as terras raras (com monopólio chines) e espelhos prateados que são substituídos por produtos comuns, tais como aço inoxidável, alumínio e vidro.

Película de Captação Solar de Superfície. Esta é outra revolução no conceito de produção de energia solar que pode mudar tudo que conhecemos hoje. Películas ou pinturas-solares aplicadas como revestimentos de superfície, utilizando nanotecnologia permitindo que janelas e superfícies de vidro sejam usadas como luminescente concentradores solares para produzir eletricidade.

AquaBioPonics - Granjas Verticais com Vidros que Capturam Energia Solar

AquaBioPonics – Granjas Verticais com Vidros que Capturam Energia Solar

As estruturas de vidros se transformam em filmes finos de absorção da luz solar que são interligadas as células solares no perímetro de janelas. Tais revestimentos de superfície também podem ser usados sobre fachadas vidradas dos blocos de escritórios e casas.

Revestimentos ou películas podem ainda ser aplicados em veículos e edifícios para obter máxima exposição ao sol. Este é um método menos dispendioso e não tóxico do que o uso da película atuais.

Polímero plástico suportam células solares que utilizam camadas flexíveis que quando depositadas sobre grandes áreas podem ser aplicadas para produzir eficientes estruturas solares.

Impressão e Pintura-de-Painéis de Células Solares. Outra tecnologia é a Impressão e/ou pintura-de-painéis de células solares ultra baratos para uso doméstico e industrial. Eles podem ser criados usando métodos de impressão de alto volume, produzindo filmes de células solares em nanoescala 1000 vez mais finas do que a largura de cabelo humano.

Também é possível pintar células solares, utilizando nanopartículas de pontos quânticos de dióxido de titânio aplicados do lado de fora de casas ou edifícios que produzem eletricidade para ser usada na alimentação de aparelhos usados no interior dos condomínios.

Fotossíntese artificial. Esta outra tecnologia emergente e recente que tenta imitar ou reproduzir o processo natural que ocorre em plantas e bactérias, convertendo a luz solar em energia pela separação das moléculas de água em hidrogênio e oxigênio com a criação de prótons e elétrons livres. Os vegetais atingem uma incrível eficiência de 95% em comparação com 10-15% alcançadas em células fotovoltaicas feitos pelos humanos.

Os efeitos quânticos foram descobertos para a primeira fase da fotossíntese das plantas, permitindo que diferentes moléculas de pigmento responsável pela absorção de energia transportada pela luz seja animado por um único fóton simultaneamente.

Otimização desta fotossíntese artificial pode ser alcançada quando se entender profundamente os segredos das plantas e algas marinhas, que têm antenas de complexos compostos de clorofila para encaminhar o fluxo de energia utilizando os princípios da mecânica quântica.

AquaBioPonics –  Avanços na Integração de Sistemas de Aquacultura-Agricultura com Arquitetura  Sustentável Urbana

Os avanços acima na geração de energia solar com a integração de sistemas de aquacultura-agricultura com arquitetura sustentável urbana atacam o desafio de economias e eficiência de escala e custo, que em breve começam a desafiar a economia de combustíveis fósseis, criando um panorama novo e diferente na vida urbana.

Desafios estão sendo vencidos e novos horizontes estão sendo atingidos. A velocidade com que tudo esta sendo alcançado é impressionante. Este é um tempo de mudanças e atingimentos como nunca visto antes.

Como tudo isto está atingindo você, sua vida e seus negócios? As oportunidades são imensas! Não fique fora desta revolução!!!

Temas Relacionados:

Comments are closed.