Aquicultura

Nova Estratégia Mercadológica do Walmart nos USA: “Pangasius Tem o Mesmo Sabor da Tilápia”, Será?

WalMart Muda o Enfoque da Guerra com os Produtores Americanos de Catfish com o Marketing Afirmando: SWAI (Pangasius) Tem o Mesmo Sabor da Tilápia

Pangasius (Pangasius hypophthalmus), tra, swai, bagre asiático, panga ou outro nome que se der a este catfish, continua avançando vigoramente no mercado mundial, principalmente no americano, agora com a entrada para valer na rede WalMart.

 Este bagre do Rio Mekong ja é exportado para  130 países em todo o mundo.  Somente a Rússia, um dos mercados mais novo deste peixe,  importou mais de vinte mil toneladas de Pangasius nos primeiros 6 meses deste ano. 

 O panga, como é também chamado,  é cultivado em mais de 30 países no mundo, sendo as Filipinas um dos países que mais recentemente tem estimulado  o fomento do cultivo de Pangasius em suas águas interiores.

No lado de produção e exportação, O Vietnam  tem um dos mais notórios e agressivos programas de expansão de aquicultura de Pangasius na Ásia e em todo o planeta. 

Este país asiático está implementando um plano a partir deste ano até 2020 que visa exportar já em 2019 o equivalente a $ 1.5 Bilhões de dólares. De janeiro a maio deste ano segundo fontes do Ministério de Agricultura vietnamita, as exportações de Pangasius atingiram o recorde de mais de meio bilhão de dólares (US$533 milhões). Uma aumento de 19,4% em volume e 11,6 % em valor comparados com 2009.

O programa estabelece também que as receitas de exportação do Pangasius sp  devem atingir  $ 2.2 Bilhões em 2015 e $ 3.0 Bilhões em 2020. Pensar que esta indústria aquícola tem menos de 20 anos de existência!

Enquanto isto, como temos mostrado, a guerra comercial entre os membros da Associação dos Produtores de catfish dos Estados Unidos e os Importadores do Pangasius Vietnamita está cada vez mais acirrada.

Na realidade, o que está barrando uma maior penetracão do panga nos USA é a atual guerra travada entre os produtores de catfish americano (Ictalurus punctatus) de Vale do Mississipi e os importadores asiáticos. Os importadores asiáticos e aquacultures americanos estão em pé de guerra e acusando um ao outro de práticas ilegais de cultivo de pescado e regras de mercado.

No meio desta batalha, a rede de supermercados WalMart muda completamente de estratégia mercadológica lançando o bagre asiatico nas suas lojas com o nome swai, removendo completamente a palavra catfish e colocando como slogon nas embalagens que Pangasius ou swai “Tem o Mesmo Sabor da Tilápia”.

(clique para ampliar)

Isto vem como resultado de que muitos países, inclusive os Estados Unidos, estão vendo que este bagre asiático chegou para ficar e que precisam estudar, tomar todas as medidas de proteção, mas não podem mais ignorar a realidade e que agora é a vez do panga participar ativamente do mercado de pescados mundial, como aconteceu com a Tilápia anos atrás.

WalMart Usa uma Estratégia Mercadológica Inovadora e Super Inteligente

A rede gigante WalMart usando uma estratégia mercadológica inovadora e super inteligente, através de uma empresa importadora da Flórida, lança o Pangasius em todo os USA com o nome swai e com um slogon muito bem trabalhado que o Panga tem o “Mesmo Sabor da Tilápia”.

O que vemos é que continua a invasão do Pangasius nos USA com o WalMart lançando-o com novo nome e dando a entender que este bagre é uma Tilápia melhorada?

O que o WalMart está fazendo é uma estratégia de marketing visando separar o catfish asiático completamente da direta competição com o channel catfish americano, agradando os aquicultores locais e colocando o Pangasius para competir de frente com a Tiläpia. O successo inicial de vendas está sendo muito bom.

Na realidade, isto é uma manobra tática para evitar a briga com a indústria do channel catfish americana e desviar completamente a atenção para a Tilápia que é importada da Ásia e América  Latina.

A questão agora se volta como esta direta competição fabricada pelo WalMart vai afetar as exportações de Tilápia para os Estados Unidos e como isto pode atingir os produtores Latinos que exportam para os USA. O futuro dirá o que vai acontecer.

E a Aquicultura Brasileira porque Não Fatura Bilhões?

Enquanto paises como o Vietnã fatura bilhões com seafood e aquicultura, o Brasil que tem tudo para ser uma potencia mundial de produção aquícola, continua com sua indústria aquícola perdendo competitividade internacional e importando pescados congelados do Chile, Noruega, Peru, China e até do Vietnã.

Logo o Brasil, que todos os especialistas em produção massal de aquicultura sabem que é um dos países de maior potencial em todo mundo de produção de Tilápia, Pirarucu, Tambaquis, Pacus e outras espécies continentais e marinhas, importa e consume pescado congelado Chinês.

Como  mostramos aqui, modelos de sucessos de fomento de aquicultura brasileira, como as Associações de Produtores de Tanques Redes de Tilápia do Pe. Antonio Miglio e Ivone Lisboa  nos reservatórios da Chesf no Vale do São Francisco no Nordeste Brasileiro são referências mundiais em desenvolvimento integrado.

Modelos como estes poderiam ser estimulados e multiplicados no Nordeste e em outras regiões do país. O Brasil tem modelo de sucesso próprio, conhecimento técnico dos melhores do mundo, empresários capazes, mercado interno e cursos de todos os níveis como os de Engenharia de Pesca e Cursos Superiores de Aquicultura (ex. o da UFMG em Minas) que se dando condições podem transformar em curto prazo a realidade aquícola nacional.

O gigante da América Latina e oitava economia do mundo tem 10 milhões de hectares de lâmina d’água em reservatórios de usinas hidrelétricas e propriedades particulares no seu interior, sendo que o Brasil detém 13,7% do total da reserva de água doce disponível no mundo, além do potencial das grandes bacias hidrográficas para produção aquícola. O Brasil tem 8,5 mil km de costa marítima, com uma Zona Econômica Exclusiva de 4 milhões de quilômetros quadrados, o que significa metade do território brasileiro.

Não dar para entender. A aquicultura brasileira continuar bem aquém do seu potencial, emobora tenha tudo para ser uma líder na produção aquícola mundial. Se o Brasil estimulasse o cultivo de pescados poderia faturar bilhões, criar milhares de empregos para populacão e tornar o país independente da importação de produtos vindos de tão longe. O que está faltando?

Mais informações sobre Pangasius e Aquicultura Brasileira:

  • Produção de Sementes de Pangasius no Delta do Mekong
  • Produção de Pangasius no Delta do Mekong Cai Devido Falta de Financiamento
  • A Guerra do Cafish Americano vs Pangasius Asiático Continua Cada Vez Mais Acirrada
  • Pangasius: Vietnã Exporta $1,2 Bilhão de dólares em Pescado nos Primeiros 4 Meses de 2010
  • Por que o Brasil não é uma Potencia Mundial em Aquicultura?
  • Por que Os Peixes Amazônicos Não São Ainda Estrelas Mundiais em Aquicultura?
  • Produtores Afirman: Importações de Pangasius Podem Destruir a Indústria Americana de Catfish
  • Biodiesel Aquícola: Transformando Poluidor em Valioso Combustível
  • 50% dos Peixes Consumidos no Nosso Planeta É Agora Cultivado em Fazendas Aquícolas
  • Batalha Cada Vez mais Acirrada Entre Importadores de Pangasius e o Lobby Americano dos Produtores de Catfish
  • Biodiesel Aquícola: A Partir de Resíduos de Pangasius e Tilápia
  • Aquicultura Mundial em Plena Expansão
  • Estrela Pangasius: Agora É a Vez do Reino Unido
  • Filé de Pangasius (bagre vietnamita) Chegou e Abafou nos Restaurantes Americanos
  • Exportações de Pangasius Duplicam para o Mercado Russo
  • Pangasius: A Nova Estrela da Aquicultura Mundial
  • O Que Tem o Pangasius de Tão Especial?
  • Pangasius Aquicultura
  • Comments are closed.